As Vantagens da Carreira Pública

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Vivemos uma transformação global em que trabalho não é mais sinônimo de emprego. A sensação de segurança, do salário garantido no final do mês é cada vez mais rara no Brasil e no mundo. São poucos os trabalhadores com carteira assinada no país, como podemos observar na síntese de indicadores sociais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com a distribuição geral da população ocupada no Brasil em 2004:

  • empregados com carteira assinada 30,4%
  • trabalhavam por conta própria 22%
  • empregados sem carteira assinada 18,3%
  • trabalhadores domésticos 7,7%,
  • não remunerados 7%
  • militares e estatutários 6,6%
  • empregadores 4,1%
  • outros 3,9%

A eterna crise econômica se transformou, para a maior parte da população, em uma crise de emprego. Muitos já não procuram qual a empresa ou qual a função que mais lhe agradam: procuram somente emprego.

Infelizmente, muitas vezes, a conquista da vaga não depende apenas da escolaridade, dos estudos e do preparo profissional do candidato, mas também de fatores subjetivos como a idade, o sexo e aparência.

Estes e outros fatores aumentaram em muito o interesse pela carreira pública, na qual a porta de entrada é o concurso público.

O concurso público é uma das formas mais democráticas de seleção profissional, não discriminando, entre os candidatos aptos a prestar aquela carreira, a idade, o sexo ou a aparência. Basta prestar o concurso e os que tiverem melhor pontuação, e conseqüentemente as melhores classificações dentro da quantidade de vagas oferecidas, serão convocados. Não existem as temidas e subjetivas entrevistas das seleções de emprego da iniciativa privada.

SEGURANÇA E ESTABILIDADE

O maior atrativo da carreira pública tem sido a estabilidade. Diferente de um funcionário da empresa privada, que poderá ser demitido a qualquer momento, um funcionário público efetivo que conseqüentemente ingressou na carreira por concurso adquire a estabilidade no serviço público ao completar 3 (três) anos de efetivo exercício. O servidor estável só perderá seu cargo se cometer falta grave. No caso deste tipo de acusação ao servidor, é instalado um processo administrativo disciplinar no qual lhe seja assegurada ampla defesa.

REMUNERAÇÃO

Existem milhares de cargos públicos espalhados pelos municípios, estados e no Governo Federal.

Nestas existem alguns com ótimas remunerações, como o Auditor Fiscal da Receita Federal, que exige ensino superior em qualquer área e tem remuneração em torno de R$ 7.600,00 ou o Policial Rodoviário Federal que exige ensino médio, carteira de habilitação com remuneração em torno de R$ 3.750,00.

É claro que nem todos os cargos públicos atingem estas remunerações mas temos que procurar alcançar o melhor, não é mesmo? Afinal, quem se esforça para conquistar estas carreiras merece.

OPORTUNIDADE PARA OS MAIS JOVENS E PARA OS MAIS VELHOS

Infelizmente, o mercado de trabalho geralmente considera velhos os candidatos acima de 40 anos. Por outro lado, metade dos desempregados, segundo o IBGE, tem entre 16 e 24 anos, o que retrata o problema dos jovens em conseguir emprego. Para ingressar na maioria das carreiras públicas o novo funcionário deverá ter no mínimo 18 anos e no máximo 69 anos. Portanto, a carreira pública é uma grande opção para os mais jovens e para os mais velhos.

PARA HOMENS E MULHERES

Com exceção a algumas carreiras como na área das forças armadas ou da área policial, as carreiras não diferenciam o sexo dos candidatos.

Homens e mulheres passam pelo mesmo concurso, realizam a mesma atividade e receberão o mesmo salário. Só há diferenciação nos concursos que exigem um desempenho mínimo em prova física. Neste caso, como nas competições esportivas, são diferenciados os limites mínimos exigidos de homens e mulheres.

Na carreira privada a média salarial das mulheres é inferior a dos homens, mesmo desempenhando as mesmas funções.

DEFICIENTE FÍSICO

O concurso público é uma das maiores oportunidades de trabalho para os deficientes físicos. A Constituição Federal garante que haverá um percentual de vagas para deficientes físicos para cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras. Nestes concursos os deficientes concorrem somente entre si para aquelas vagas.

SEM EXPERIÊNCIA ANTERIOR

Na iniciativa privada, as poucas ofertas de empregos existentes costumam exigir experiência anterior. Mas como um jovem conseguirá, por exemplo, o seu primeiro emprego se, obviamente, não possui experiência? No outro extremo os mais velhos enfrentam a discriminação de que não acompanharão as novidades tecnológicas simplesmente por serem mais velhos. Este fato torna os cargos públicos grandes opções para todos os interessados em conseguir um emprego. São raros os concursos que exigem algum tipo de experiência anterior na referida carreira. É a oportunidade do candidato conseguir seu emprego em uma seleção que depende somente de seu esforço e dedicação. Eventualmente, algumas carreiras exigem em seu concurso a realização de provas de habilidades específicas como digitação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *